Tânia, nasceu em Setúbal, Portugal, em 1982.

Tânia trabalha na Comissão Europeia, no departamento de controlo de concentrações da Direcção-geral da Concorrência. Este controlo constitui um elemento essencial para assegurar o bom funcionamento dos mercados europeus, com vista a permitir aos consumidores beneficiar das vantagens inerentes a mercados eficientes e competitivos. Apesar das operações de concentração serem susceptíveis de trazer benefícios para a economia, algumas podem também reduzir a concorrência o que, em certos casos, pode levar a aumento de preços, redução de escolha e de inovação, sendo o objetivo do controlo de concentrações impedir estes efeitos negativos no mercado.

"Trabalhar na Comissão Europeia é uma experiência única e desafiante, não só pelo alto nível de profissionalismo dos colegas e os altos padrões de trabalho, como pelo impacto directo que temos no desenvolvimento da politica de concorrência Europeia e pelo contributo que damos ao projecto Europeu. No que respeita ao controlo de concentrações em particular, e dado que este consubstancia uma analises jurídica e económica, podendo incidir sobre vários mercados com dinâmicas e características distintas, desde energia a telecomunicações ou indústria farmacêutica, os desafios são constantes e o trabalho extremamente enriquecedor."

Após ter concluído a licenciatura em Direito na Faculdade de Direito de Lisboa, Tânia frequentou um curso de direito internacional na Freie Universitaet Berlin e um mestrado em Direito Europeu no Colégio da Europa, em Bruges. Após terminar o LLM, trabalhou como Assessora Adjunta no âmbito da Presidência Portuguesa da União Europeia junto das Nações Unidas em Nova Iorque, onde foi responsável por assuntos do Conselho de Segurança. Posteriormente trabalhou nos escritórios de advogados Cleary Gottlieb Steen and Hamilton (CGSH) em Bruxelas, e A.M.Pereira, Sáragga Leal, Oliveira Martins, Júdice e Associados (PLMJ) em Lisboa, nomeadamente nas áreas de Direito Europeu e da Concorrência. Após ter feito a agregação à Ordem dos Advogados, decidiu obter uma experiência a nível das instituições europeias, tendo trabalhado no Tribunal Geral e no Tribunal de Justiça no Luxemburgo. Em 2011 ingressou na Direção-geral da Concorrência da Comissão Europeia, tendo começado pela unidade de práticas restritivas e encontrando-se actualmente na unidade de controlo de concentrações na área de energia e ambiente. 

2014-11-10